MICOSES

As micoses são infecções causadas por fungos que atingem a pele, as unhas e os cabelos.

São mais comuns nos climas tropicais, mais quentes e úmidos que favorecem o desenvolvimento dos fungos.

 

São exemplos de micoses superficiais:

  • Pitiríase versicolor – muito comum entre os adolescentes, pelo aumento da oleosidade da pele nessa fase, recorrente e crônica. Conhecida popularmente como “pano branco” ou micose de praia. Causada por um fungo do gênero Malassezia. Apresenta manchas brancas ou avermelhadas, ou ainda acastanhadas, que descamam, isoladas ou agrupadas. Mais comum nos braços, tronco, rosto e pescoço
  • Tineas – são conhecidas popularmente como “impingem, e são causadas por fungos que têm afinidade pela queratina da pele. Podem ocorrer no couro cabeludo, pele e unhas. São manchas vermelhas com centro claro, que crescem de dentro para fora, e com os limites geralmente bem definidos.
  • Candidíase – pode comprometer pele, unhas e as mucosas. Fungo oportunista que aproveita diminuição da imunidade ou situações como uso prolongado de antibióticos e diabetes para provocar doença. Pode se manifestar como placas esbranquiçadas na mucosa da boca, no canto da boca (queilite), e vermelhidão com ardor nas dobras da pele (virilhas, inframamária, região inguinal)
  • Onicomicoses – há alteração nas unhas, como descolamento, manchas brancas ou escuras ou espessamento das unhas.

 Tratamento

O tratamento das micoses pode ser feito com antifúngicos tópicos ou orais, dependendo da extensão.

Também devem ser tomadas medidas preventivas para evitar recidiva.

Ter seu próprio material de manicure

Evitar ficar muito tempo molhado

Secar bem entre os dedos e entre as dobras de pele.

Evitar andar descalço e locais públicos

Evitar calçados fechados

Evitar compartilhar roupas, calçados, toalhas de banho, escovas de cabelo e chapéus.

Abrir chat
Precisa de ajuda?