PREENCHIMENTO E MD CODES

O preenchimento cutâneo é uma técnica utilizada para correção de depressões cutâneas como rugas, sulcos e cicatrizes e também para repor volumes perdidos e corrigir assimetrias.

O preenchedor ideal deve ser seguro, ter boa durabilidade, ser biocompatível e estável. O ácido hialurônico é o preenchedor mais utilizado por possuir essas características.

O ácido hialurônico tem baixo potencial alergênico, não necessitando de testes cutâneos prévios à sua aplicação. Ao ser injetado, consegue reter até cem vezes o seu peso molecular em água.

Mais da metade do ácido hialurônico do organismo encontra-se na pele.

Indicações:

  • Linhas, rugas e sulcos faciais
  • Cicatrizes de acne
  • Repor volume em região malar, mento, lábios, sobrancelhas.
  • Olheiras

Contra – indicações:

  • Infecções ou inflamações na área a ser tratada
  • Doenças do colágeno (lúpus, artrite reumatoide, esclerodermia)
  • Tendência a quelóides
  • Gestantes, lactentes
  • Preenchimento prévio com PMMA

Preenchimento tecnicamente não é difícil. Avaliar cada caso e adequar o preenchimento a cada paciente de forma individualizada é o maior desafio. Esse sim é o segredo para se ter sucesso.

Além do ácido hialurônico, utilizamos outras opções no consultório, um pouco mais econômicas em relação ao ácido hiaurônico, entre elas:

 

Hidroxiapatita de Cálcio (Radiesse):

A hidroxiapatita pode ser utilizada como preenchedor ou como bioestimulador de colágeno. É um preenchedor seguro, com muitos artigos científicos publicados mostrando sua eficácia e efeitos duradouros. Tem um custo um pouco mais acessível que o ácido hialurônico, dependendo da área a ser aplicada.

 

Policaprolactona (Ellansé)

Um novo tipo de preenchedor e biosetimulador de colágeno, que chegou em 2018, mas já é usado na Europa há dez anos.

A policaprolactona permanece por mais tempo na pele, é seguro e uma boa opção de preenchedor.

 

MD CODES

A técnica MD Codes ou Códigos Médicos, veio para sistematizar e organizar as técnicas de preenchimento. Se antes, usávamos os preenchedores somente para sulcos e rugas, hoje utilizamos principalmente para reestruturar e sustentar a face, repondo volumes nos pontos necessários. Isso resulta em um resultado mais harmônico e natural.

Claro que, o segredo do sucesso na técnica MD Codes é a individualização da técnica. O estudo do formato do rosto de cada paciente, o grau de flacidez, a profundidade dos sulcos e rugas, quais as queixas do paciente e avaliando simetrias é muito importante para se chegar ao resultado ideal.

Ao reestruturarmos a face com pontos de sustentação, podemos melhorar e definir o contorno facial com naturalidade.

As áreas envolvidas na aplicação do MD Codes™ compreendem a região malar, área dos olhos, incluindo têmporas, que é uma área de sustentação muito importante, lábios, área do queixo e contorno facial.

O melhor é que os efeitos colaterais são mínimos e os resultados podem permanecer por 18 a 24 meses. Claro, essa duração é variável de paciente para paciente, de acordo com o tipo de pele, o grau de flacidez e a capacidade de produção e a velocidade de degradação do consumo do colágeno. Por exemplo, pacientes maratonistas ou que praticam atividade física intensa ou fumantes, tendem a perder mais rápido o preenchedor injetado.

Importante que o médico dermatologista tenha conhecimento profundo da anatomia e do local exato para aplicação do preenchedor.

Importante também saber que quanto mais cedo se começa a reestruturar a face utilizando a técnica  MD Codes, melhor será o resultado de prevenção ao longo dos anos. O ideal é iniciar a técnica a partir dos trinta anos, em quantidades menores.

E a quantidade a ser injetada? Essa é uma dúvida frequente no consultório, que envolve também os custos do procedimento.

Na verdade, a quantidade vai variar de paciente para paciente, da idade, do grau de flacidez, da expectativa do paciente quanto aos resultados. Normalmente, inicio uma primeira sessão com quatro a cinco seringas e repito a quantidade numa segunda sessão, após trinta dias. Importante saber que as seringas contêm somente 1ml de produto.

O procedimento deve ser repetido a cada um a dois anos.

 

#FIOS DE SUSTENTAÇÃO

A flacidez é uma das queixas mais frequentes no consultório do dermatologista. A perda de contorno facial e da mandíbula agravam o aspecto da flacidez.

Uma das opções de tratamento pra a flacidez leve a moderada são os fios de sustentação. Os melhores são reabsorvíveis e biocompatíveis.

Os fios de PDO têm sido os mais utilizados e seguros. Contêm ácido polilático e estimulam a produção de colágeno, sendo provisórios, mas que duram por dois anos em média.

Quando bem indicados, resultam em resultados bem naturais. Agindo por efeito de tração imediata da pele e ancoragem, com efeito lifting imediato.

Após alguns meses da aplicação, o colágeno novo produzido também melhora a qualidade da pele.

A forma e os locais onde o fio é colocado são fundamentais para o resultado do tratamento.

O procedimento é simples e feito com anestesia local nos pontos de entrada e saída dos fios.

A atividade física deve ser evitada por 3 dias.

Abrir chat
Precisa de ajuda?