Tratamento Corporais - REJUVENESCIMENTO GENITAL FEMININO

#Saiba mais

Também conhecido com rejuvenescimento ginecológico, é muito procurado hoje em dia.

Há tratamentos que: melhoram o aspecto da vulva, clareiam a região genital, melhoram o ressecamento intravaginal após a menopausa.

#Laser

Com a idade, você perde colágeno não só no rosto, mas em todo o corpo. Como consequência, vem a flacidez da região genital e a incontinência.

O tratamento com laser consegue estimular a produção de colágeno, melhorando a sustentação da pele e o aumento da vascularização local. E pode ser usado para ajudar a melhorar as incontinências não muito severas.

O tratamento pode ser feito externa e internamente também.

Em geral, é indolor, e são recomendadas de três a cinco sessões, com intervalos mensais, e uma manutenção anual.

Recomenda-se uma semana sem atividade sexual.

 

#Peeling Químico

O peeling químico consiste na aplicação de determinadas substâncias    químicas sobre a pele, com a intenção de provocar descamação e renovação celular. Apesar de ser mais realizado na face e outras áreas corporais, o peeling químico também pode ser realizado na região genital, para clareamento e estímulo de colágeno.

Muitas vezes a mulheres se queixam de ter a região íntima escurecida e que têm vontade de fazer um tratamento de clareamento.

 

#Preenchimento

O preenchimento cutâneo é uma técnica utilizada para correção de depressões cutâneas como rugas, sulcos e cicatrizes e também para repor volumes perdidos e corrigir assimetrias.

Na região genital, é feito para correção dos pequenos e grandes lábios, e melhora da flacidez.

O ácido hialurônico tem baixo potencial alergênico, não necessitando de testes cutâneos prévios à sua aplicação. Ao ser injetado, consegue reter até cem vezes o seu peso molecular em água.

 

#Radiofrequência

A radiofrequência  é um tratamento que tem como principal indicação, o tratamento da flacidez. A energia eletromagnética gerada pelo aparelho provoca o  aquecimento das camadas mais profundas da pele e camadas mais profundas, enquanto a superfície da pele é resfriada, causando uma contração do colágeno. Esse trauma induzido leva à produção de novo colágeno, com melhora da flacidez.

É uma alternativa de tratamento para correção da flacidez da vulva após a menopausa.

A aplicação leva de 15 minutos a uma hora, de acordo com o tamanho da área. O retorno às atividades normais é imediata, pois fica somente uma leve vermelhidão após o tratamento.

O número de sessões varia de quatro de seis, semanalmente e dependem da região do corpo e do grau de flacidez.

Os resultados aparecem de um a seis meses após, com melhora do aspecto e da firmeza da pele. E é necessário a manutenção periódica do tratamento, com uma sessão a cada três meses.

Abrir chat
Precisa de ajuda?